Suco para bebês: oferecer ou não?

Hoje em dia ouvimos bastante a questão de oferecer ou não suco para os bebês quando se inicia a alimentação complementar. Nem todo bebê gosta de suco enquanto outros o consomem o dia todo. Então, qual a importância do suco na alimentação saudável?
Primeiramente, o suco tratado aqui é o suco de fruta ou de polpa de fruta, sem ou com o mínimo de açúcar (para aquelas frutas mais azedas, como maracujá e limão), os outros tipos de sucos artificiais devem ser evitados.
O que é suco? É o líquido extraído dos pedaços ou sumo da fruta, possuem os mesmos nutrientes da fruta, mas em quantidade menor, pois já sofreu processamento e perdeu uma parte de suas vitaminas e minerais. O teor de fibras também é alterado para menos e a quantidade de açúcares da fruta quase não se modifica (e como um copo de suco é preparado de várias frutas a quantidade final de açúcar da fruta ingerido é maior).
Ao comparar as propriedades do suco e da fruta concluímos que consumir a fruta é muito mais interessante que consumir o seu suco: maior teor de fibras, maior quantidade de nutrientes, auxilia na mastigação e coordenação motora e possui uma quantidade reduzida do açúcar da fruta.
É imprescindível tomar suco de fruta?  Não. Os sucos de frutas podem ser substituídos por água para hidratação e pelas frutas para garantir as vitaminas, minerais e fibras. Os chás também podem ser oferecidos (hortelã, camomila, erva doce).
Se a família faz uso do suco de frutas no seu dia a dia veja algumas observações de seu uso para os bebês:
•    Como o suco possui açúcares da fruta deve ser evitado antes das refeições: diminui o apetite da criança (muda a percepção da fome);
•    O suco nunca deve substituir a fruta, pelos motivos citados acima;
•    É muito importante que o bebê aprenda a criar o hábito de tomar água, por isso o suco nunca deve substitui-la;
•    O suco também não deve ser oferecido a todo o momento e ele não constitui refeição nem lanche;
•    Não acostume o bebê com suco durante as refeições (não deixe à vista). Uma dica: se o bebê está com sede nesse momento aumente a quantidade de água oferecida durante o dia;
•    Prefira incluir os sucos sistematicamente quando o bebê estiver com idade suficiente para lanches completos, normalmente a partir de 01 ano (exemplo de lanche completo: suco de manga, pão de leite com queijo e banana picadinha).
Se o bebê consome outras fontes de líquidos (água, chá, por exemplo) e, em média, 02 a 03 porções de frutas diariamente não há necessidade de oferecer o suco. Suas necessidades de hidratação e dos nutrientes estão sendo satisfeitas.
Laura Rangel
Nutricionista e proprietária da Comidinhas Gourmet
www.comidinhasgourmet.com