Preparando os seios para a amamentação

Queridas, mamães! Vocês acabaram de descobrir que estão grávidas! Logo, ocorre a primeira pergunta: como preparar meus seios para a amamentação? Neste texto, vamos falar sobre diversas dicas sobre a preparação dos seios.

1- Massagem com toalha/Bucha vegetal: esse é o campeão de indicações. A intenção seria massagear a aréola do seio para "calejar" a pele tornando-a mais resistente à sucção frequente do recém-nascido.
A questão é que o mamilo e a aréola são inervados por uma densa rede de fibras nervosas que regulam a secreção de ocitocina e prolactina. Ou seja, os receptores táteis para a ocitocina (responsável pela ejeção do leite) e a liberação reflexa da prolactina (responsável pela síntese e liberação de leite nos alvéolos) estão no mamilo!
Estudos confirmam que os níveis de ocitocina sobem significativamente durante a estimulação do mamilo, com pequenos picos de ocitocina, durante a CONTRAÇÃO UTERINA QUE ACOMPANHA. Ou seja, o estímulo tátil nos mamilos pode desencadear o trabalho de parto prematuro para as mamães com pré-disposição a isso!! Logo, é DESACONSELHÁVEL a massagem e fricção dos seios.

2- Exercícios de Hoffman: a ideia desse exercício é exteriorizar o mamilo invertido. Pelas explicações acima, não preciso repetir que esses exercícios podem desencadear contrações uterinas e consequente parto prematuro. Além disso, há algumas inversões de mamilo que a própria amamentação poderá corrigir.

3- Conchas PRÉ-PARTO: um estudo feito no Reino Unido, cujo objetivo era determinar a efetividade da recomendação dos exercícios de Hoffman para estiramento do mamilo ou conchas de seio (ou ambos) para mulheres grávidas com mamilos invertidos que desejam amamentar. Suas conclusões alegam que não há nenhuma base para se recomendá-los.

4- Casca de frutas: não encontrei nenhum estudo que confirme cientificamente que as cascas das frutas possuam algum efeito benéfico. Contudo, há estudos relatando que essas cascas de frutas são fontes de bactérias e fungos que contaminam os seios!

5- Uso de cremes: não é indicado, pois deixam a pele do seio mais macias e delicadas e é isso mesmo que precisamos evitar nesse momento, certo?

6- Sol: sim! Indicado com acerto. Ajuda na pigmentação da aréola o que aumentaria sua resistência a pressão das mamas e além disso, após o parto, por estar sempre úmido, os seios expostos ao sol, diminuiriam a chance de fungos.

7- Lanolina Pura: ah, essa pomadinha está divergindo as opiniões... Procurei por estudos sérios que pudessem embasar o que diria aqui, mas nada me convenceu. Minha prática profissional tem mostrado excelentes resultados com o uso dessa pomada. É perceptível como elas ajudam na hidratação e ao mesmo tempo na melhora da resistência dos mamilos. Encontrei um livro sobre amamentação em que os autores alegam que a lanolina desidratada promove a umidade na ferida, cicatrizando o tecido ou mantendo-o amolecido e eles recomendam depois das mamadas em pouca quantidade. Então, por enquanto (até que me provem o contrário!), é indicado sim o uso da lanolina PURA!

Enfim, aqui estão as principais dúvidas das mamães sobre preparar os seios. Fiz esse estudo e as referências bibliográficas deste texto encontram-se no site www.mamamor.com.br, onde vocês poderão ler o texto ainda mais completinho em nosso blog. Visite-nos!
Vanessa Machado, consultora em aleitamento materno.