Diástase Abdominal - Será que você tem ?

A gravidez é um período de grande felicidade para todas as mulheres, mas na maioria das vezes é acompanhado de uma ansiedade relacionada às mudanças corporais que a gravidez provoca. A maioria das mães tem o desejo de retomar as características físicas prévias do seu corpo logo após o término da gestação, porém muitas delas acabam apresentando algumas dificuldades. Esses problemas podem ser relacionados ao aumento excessivo de peso durante o período gestacional, que promove um acúmulo de gordura na região abdominal e o aparecimento de estrias, ou até mesmo devido ao surgimento de uma alteração muito comentada atualmente que é a diástase abdominal.

Diástase é uma palavra de origem grega que significa “separação”. O músculo Reto abdominal é formado por dois ventres musculares que se comunicam por meio de um tecido fibroso denominado linha alba, entretanto, devido ao crescimento do útero no período gestacional, essas porções musculares se afastam causando a Diástase do músculo Reto Abdominal.

Como saber se há uma separação entre músculos Retos Abdominais?

A melhor forma de avaliar a presença de uma diástase é se submeter a uma avaliação fisioterapêutica com um profissional especializado. Segue abaixo a descrição de um teste rápido de avaliação baseado no método Tupler

Technique para correção de diástase abdominal:

1- Deite-se de barriga para cima com os joelhos dobrados e as solas dos seus pés no chão

2- Coloque uma mão com os dedos sobre a linha média do abdômen na região umbilical, 5 cm acima e 5 cm abaixo.

3 - Pressione levemente os dedos contra o abdômen relaxado

4 - Flexione levemente a cabeça sem levantar os ombros.

5 - Mova os dedos para o lados esquerdo e direito, procurando as paredes do reto abdominal.

Caso você tenha uma separação maior ou igual a 3 dedos é fundamental que você procure um fisioterapeuta para dar início a um tratamento específico.

A diástase não é um problema considerado grave, mas pode ser extremamente desconfortável para a mulher, pois além de alterar significativamente a estética do abdômen, pode causar:

• Dor na região lombar.

• Má postura.

• Diminuição da força abdominal.

• Aumento do risco de desenvolvimento de hérnias.

Caso você tenha diástase procure profissionais capacitados para essa situação, o resultado tende a ser muito mais eficaz do que se realizado em academias comuns que não tenham enfoque para essa reabilitação.


Fernanda Menezes e Monique Sancho Carvalho
Fisioterapeutas Pós-Graduadas em Saúde da Mulher
Licenciadas exclusivas da Tupler Technique em Minas Gerais
Fisioterapeutas responsáveis pelo setor de Uroginecologia e Obstetrícia da Clínica Leite Meu
Para maiores informações: Fernanda 99213-1478 / Monique: 99307-8520