Porque aprender inglês na infância?

Muito tem sido falado ultimamente sobre o aprendizado de idiomas. A compreensão da língua inglesa auxilia na vida pessoal e profissional. Além disso, quem domina à língua tem a capacidade de se comunicar em qualquer lugar do mundo quebrando as barreiras culturais de diferentes países. Em países da Europa, por exemplo, é muito comum as pessoas falarem 2 ou 3 línguas. Já no Brasil, embora ainda existam muitas limitações o número de estudantes tem crescido consideravelmente. A globalização transformou o contato com o idioma cada vez mais acessível e desde muito cedo. Porém, cresce também a dúvida:

Quando deve-se começar?
Crianças aprendem com mais facilidade. As pesquisas comprovam que todo indivíduo já nasce com o cérebro pronto para aprender idiomas, e que essa capacidade está mais aguçada até os 10 anos de idade. Após esta idade, começa a ficar mais difícil aprender.

Crianças aprendem melhor. Por estarem na fase de novas descobertas, as crianças usufruem do benefício de conseguir aprender as estruturas e a pronúncia de qualquer idioma com facilidade e perfeição.

O aprendizado de idiomas estimula o cérebro. Aprender outro idioma traz à criança inúmeros benefícios indiretos, tais como um maior desenvolvimento da capacidade de memorização, de concentração, de raciocínio e de socialização. Ajuda também no aumento da auto-estima e até em matemática!

Mas como isso deve ser feito?
Crianças se divertem, e aprendem naturalmente. A criança aprende um segundo idioma como aprendeu sua língua-mãe: brincando e sem perceber! Esta é a melhor e a mais eficiente forma de se aprender línguas! Abordando os mais diversos temas através de jogos, vídeos, dramatizações, canções, histórias, pintura e outras atividades lúdicas, sempre expondo o aluno a situações reais, mas com muita diversão!

E o resultado? É instantâneo!
Mamães e papais que investem nesse diferencial estão cada vez mais surpresos com os resultados:
"O Arthur iniciou o curso quando tinha acabado de completar 3 anos. No início, fiquei apreensiva se não estaria cedo demais para ele iniciar. Mas não! Já está fazendo 1 ano que ele está frequentando o curso, e como ele se desenvolveu! Em todos os aspectos! Ver o Arthur falando inglês é lindo demais! Fico feliz com o resultado deste trabalho maravilhoso e agradeço muito a equipe do The Kids Club, principalmente a professora, que com muita paciência e carinho, ensinam o melhor inglês às nossas crianças!"  Vanessa Drumond – mãe do Arthur, 4 anos, aluno desde agosto de 2016.

"O Carlos Eduardo está adorando o inglês e está sempre animado para ir às aulas. Sempre reproduz naturalmente em casa tudo o que aprendeu e está ensinando para irmã mais nova. Nos dias do curso ele pergunta várias vezes se já está na hora de ir."  Daniella Andrade, mãe Carlos Eduardo, 4 anos, aluno desde fevereiro de 2017.

E existem riscos?
Crianças absorvem exatamente o que lhes é ensinado. Professores com sotaque, erros de pronúncia e conhecimento limitado da língua transferem todos estes desvios à criança, podendo causar danos irreversíveis ao seu potencial de assimilação. Por isso, é muito importante buscar uma escola de qualidade que ofereça uma boa estrutura, metodologia e profissionais preparados para atender o público infantil.

Jacyelle Corrêa
Formação em Letras e
Diretora Pedagógica do The Kids Club – Unidade Belo Horizonte