Preparo das mamas para amamentação

Antigamente recomendava-se o preparo das mamas durante a gravidez para  amamentação. Acreditava-se que era preciso “calejar” a pele, preparando-a para a pega do  bebê evitando assim fissuras. Porém, atualmente já sabemos que a única prevenção de  fissuras é a pega correta. As recomendações ditas para preparo dos seios na verdade em nada  ajudam, pelo contrário, na maioria das vezes tornam-se prejudiciais para a amamentação.

O uso de conchas para ajudar a “formar o bico” não é eficaz. Mesmo que momentaneamente o bico fique um pouco mais protruso, logo ele retornará a posição natural.

Isso também serve para seringas que puxam o mamilo. Não existe artefato artificial que modifique a anatomia humana. Além disso, o uso de conchas favorece o aparecimento de  candidíase mamária, proliferação de fungos e bactérias, causando dor e desconforto. O ideal é  deixar os mamilos bem secos e arejados. Existem vários tipos de mamilos (planos, protrusos,  invertidos) e é possível amamentar com todos eles, com orientações e apoio de um  profissional capacitado.

Alguns profissionais indicam ainda os exercícios chamados Manobras de Hoffman, que consiste em puxar o mamilo e girá-lo diariamente. Mas os estudos mais recentes mostram que  isso não traz benefício algum.

Durante a gestação, as células ou Tubérculos de Montgomery (aquelas protuberâncias  na aréola) produzem a hidratação e proteção natural para aréola e o mamilo. Ao esfregar a  região com bucha ou toalhas ásperas estamos retirando esta proteção e favorecendo o  ressecamento, o que pode causar feridas. O ideal é higienizar as mamas somente com água. O uso de sabonetes pode alterar o pH natural da pele. O uso de cremes hidratantes (assim como as pomadas de lanolina) pode causar a obstrução de ductos e atrapalhar a pega, pois deixa a mama escorregadia. Além disso, a alteração no cheiro e no sabor causado por eles pode fazer com que o bebê recuse o seio. Deixe-o sentir seu cheiro e sabor naturais, isso é um atrativo para chegar até a mama que favorece a amamentação.

Já repararam que durante a gestação a pele da aréola fica mais escura? Isso ocorre devido à ação de hormônios que atuam no fortalecimento e aumento da resistência da pele.

Mais um motivo para não interferir no que seu corpo já está produzindo naturalmente.

Mas afinal, então o que devo fazer para me preparar para amamentar? A resposta é bem simples, deixe que a natureza se encarregue disso! Leia bastante e informe-se sobre o assunto. Procure o apoio de profissionais capacitados e que realmente apóiem a amamentação. Suas mamas e seu bebê agradecem!

Mônica Araújo Almeida
Fonoaudióloga e Consultora em amamentação da Aconchego Consultoria em amamentação